Breve história

A minha foto

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Batista foi inaugurada em 30 de março de 1960. Atualmente está sob a Direção da Professora Vera Lucia Leimann Kruklis, Vice-direção Professora Catiusa de Vargas.

Neste ano de 2017 a escola está completando 57 anos de funcionamento tendo como lema “Construindo Conhecimentos, Formando Cidadãos”.

Possui atualmente uma equipe composta por 1 Supervisora, 1 Orientadora Educacional, 18 Professores, 1 Monitora de Informática, 1 Instrutor de Música, 1 Secretária, 1 Merendeira, 3 Serventes, 7 Monitores do Programa Novo Mais Educação que atendem 162 alunos da Educação Infantil à 9º ano.

Através de atividades inovadoras a Escola prima por uma educação de qualidade voltada a garantia de direitos e valorização das crianças e adolescentes quanto a aprendizagem através de conteúdos teóricos e práticos, vivenciando valores necessários para se formar um cidadão consciente que possa assumir seu papel social.

terça-feira, 29 de abril de 2014

Visita ao Lar da Velhice – Ernani Luiz Schneider

A EMEF Batista vem desenvolvendo o projeto para esse ano letivo de 2014 “Ser, conviver e compartilhar” e dentre muitas ações uma delas realizou-se no dia de hoje, a turma do 7º ano acompanhados das Professoras e Equipe Diretiva da Escola fez uma visita ao Lar da Velhice – Ernani Luiz Schneider, na qual os alunos entregaram mimos contendo bolachas caseiras, confeccionadas pelos alunos e profissionais deste educandário, também oportunizando um momento de descontração com música ao vivo.
Essa ação teve como intuito promover uma interação significativa desenvolvendo um trabalho coletivo no ambiente escolar incluindo a família no processo ensino-aprendizagem, como parceiros e colaboradores, estimulando o crescimento do aluno, para que este tenha atitudes solidárias e seja consciente de seu papel na sociedade.
Destacando o envolvimento dos educandos na prática real sobre o verdadeiro significado da Páscoa que é também a ressurreição do sorriso, da alegria de viver, do amor, amizade, vontade de ser feliz, dos sonhos e das lembranças, de recordar da vida.
Conforme relato dos alunos participantes os mesmos sentiram-se emocionados com o ato, podendo observar no rosto de cada um a alegria, a simplicidade, a gratidão em estar sendo valorizado pelos educandos.







































Sem comentários:

Enviar um comentário